26 outubro 2010

a poesia ainda é uma arma?


*
e mais que nunca actual, Os Vampiros, do saudoso Zeca:

 

 *

Sem comentários: