06 outubro 2010

bairro de lata com submarino estacionado à porta

.. ou uma espécie de sermão aos peixes .. 

O pregador chama-se Fernando Ventura e diz .. aquilo que qualquer pessoa de bom-senso e olhos abertos sabe, vê. As suas análises e críticas, chegassem elas a 'bom' porto, deveriam deixar os nossos ministros, deputados, presidentes, doentes de vergonha. Deveriam levá-los, já não digo ao suicídio, pelo menos à imediata demissão. O problema? A meia dúzia que tem tachos quer mantê-los a qualquer custo, a dúzia que lhes orbita em volta manobra custosamente para vir a tê-los um dia. O resto, como diz Frei Fernando Ventura, é este povo fatalista que aceita o seu destino como um fado e acredita piamente numa espécie de estrutural incapacidade para o mudar por si mesmo.
.
A SIC notícias deu a Fernando Ventura 17 minutos e 21 segundos de tempo de antena. Deviam dar-lhe o dobro - e passá-lo todos os dias  em horário nobre - os canais de televisão estatais, até que alguma coisa mudasse neste "bairro da lata com parabólica em cima". Mas está visto que um discurso assim não interessa de todo aos nossos podres poderes, e é uma vergonha. Porque fazer ouvir este homem, que não as lacaio-brejeirices do costume, isso sim, seria 'serviço público'! 

Transcrevi aqui algumas coisas do que ouvi. Não garanto a exactidão a 100% das palavras usadas, já que tudo, nesta intervenção, mereceria ser citado.. e repetido à exaustão, por assembleias e clubes e escolas e igrejas, por todo o lado onde ressoem passos. e onde outras vozes se calam.


Frei Fernando Ventura sobre a situação do país:
  • "Como disse Luís de Camões, 'um fraco rei faz fraca a forte gente!' "
  • "Podíamos ao menos aprender com a Islândia, que acaba de pôr o 1º ministro em tribunal!" (*)
  • "Seria tempo de despedir os políticos profissionais para colocar os profissionais na política."
  • "Vivemos na cultura do penacho, e das peneiras, e dos títulos, e sabe-se bem como se arranjam certos diplomas! (...) Perdemos o nome de baptismo - somos o senhor doutor,  o senhor engenheiro(..)"
  • "Estamos a construir uma sociedade montada na fachada. Temos um governo que vive de fachada, um 1º ministro que parece a Alice no País das Maravilhas (...)"
  • "É tempo de mudar as estruturas podres que nos trouxeram até aqui."
  • "Estamos a construir uma débacle nacional. (...) É possível entrar na universidade sem praticamente saber escrever!"
  • "Estamos a deformar gerações que vão ser o futuro desta nossa terra."
  • "Temos uma sociedade que está montada no ter, que esqueceu o ser!"
  • "Estamos a criar uma geração de monstros, sem memória e sem história."
  • "As crianças não têm avós. As crianças não têm sequer pais!"
  • "Não se pode sonhar TGV's quando o povo está a comer dos caixotes do lixo!" 


video

(*)
  • ouvi hoje na TSF:  No Ecuador, a polícia sequestrou e ameaçou matar o presidente.
  • li há tempos (meses) que num qualquer país  o/a (?) PM / PR(?) foi demitido por incompetência
  • por cá, é um forró, um fartar vilanagem que dói! Mas há o Fado! E o Futebol! E Fátima!
.
a fotografia de Frei Fernando Ventura (a única que encontrei) foi retirada daqui
.

1 comentário:

Amélia disse...

Assisti em directo a este momento quase único na nossa TV-Fiquei triste de ouvir dizer assim aquilo que, infelizmente, nós sabemos e semos.