11 outubro 2010

"Coitado, coitadinho, coitadíssimo !! ”

um artigo de:






De pé, ó vítimas da fome

O deputado do PS Ricardo Gonçalves quer que a cantina da AR abra "à hora de jantar" para acudir aos deputados, que "são de longe os mais atingidos na carteira" pelas medidas de austeridade, já "quase não [tendo] dinheiro para comer".
Ao CM, Ricardo Gonçalves queixou-se de que, além de uns miseráveis 3700 euros de vencimento, apenas recebe mais "60 euros de ajudas de custos por dia" para "viagens, alojamento e comer fora".
Compreende-se o seu desalento. O deputado Gonçalves deixou uma próspera carreira de professor para, respondendo ao chamamento cívico, passar a deputar na AR, e agora tem que se governar com 3700 euros por mês mais 60 euros por dia para "viagens, alojamento e comer fora".
Não surpreende que Teixeira dos Santos ande a "dormir mal" e que Sócrates tenha, como confessou na AR, "apertos de coração".
Deputados esfomeados é coisa horrível de ver (dir-se-á que Ricardo Gonçalves não representa a deputação, mas o facto de Maria José Nogueira Pinto lhe haver em tempos chamado "palhaço" confere-lhe desde logo ampla representatividade).
Justifica-se que, no próximo PEC, o Governo poupe um pouco mais no subsídio de desemprego e no Rendimento Social de Inserção. Ou nas pensões, cujo valor médio já anda pelos 397,17 euros, o que faz dos pensionistas "de longe os menos atingidos na carteira".
Com essa redução da despesa poder-se-á servir uma ceia de Natal condigna na cantina da AR.

Com os melhores cumprimentos
VDâmaso



nota:  
calculo que a "assinatura" do texto seja uma referência queirosiana, e que o V antes do nome Dâmaso signifique 'vosso' .. Ora, o mais famoso 'Dâmaso' que conheço é um personagem de Os Maias, de Eça de Queirós:
.
«Dâmaso Salcede está condenado a ser o que é; lisboeta novo-rico, janota e pedante, (...)
.
(...) A religiosa adoração por Carlos, /José?/ a quem imita e segue para todo o lado "como um rafeiro", torna-o grotesco; (...) a imbecilidade das suas opiniões, a inconveniência das suas maneiras e da sua linguagem (...)»  -  imagem e texto retirados  daqui
 
*
o título deste post : apreciação de João da Ega (outro personagem de “Os Maias”) sobre o Dâmaso
.

2 comentários:

Luis disse...

Isto eu percebo

O que não percebo é por que é que o pessoal gosta disto... enfim

AL disse...

Olá Luís!!
é verdade, como é q o pessoal gosta, consome, atura e não lhes dá um pontapé que os ponha a léguas!!

bjis!