26 junho 2009

o fim de um mito


Michael Jackson morre aos 50 anos

notícia aqui

5 comentários:

Em@ disse...

Pois...
Apesar de todas as polémicas e escândalos não deixou de ser um grande artista da Pop.
RIP.
Jinho

Nota:
Nem imaginas coo estou invejosa com a vossa "passeata" :(

Luis Faria disse...

Morreu um mito.

É sempre triste quando uma lenda morre.

http://www.youtube.com/watch?v=VqeADZgjtpY

teodoro disse...

Human Nature, de MJ, por Miles Davis ao vivo em Montreux
http://www.youtube.com/watch?v=0jkKTcG0xuw

Austeriana disse...

Afazeres profissionais inadiáveis afastaram-me, por uns dias da blogosfera. Hoje, apesar do cansaço, resolvi dar uma volta pela net. Gostei pouco do que se diz, porque a ligeireza com que se cataloga o carácter de quem não conhecemos faz-me lembrar moralismos fundamentalistas que abomino.
Nada sei sobre o caracter de Michael Jackson e a vida tem-me ensinado a não acreditar em tudo o que os meios de comunicação dizem. A impressão que permanece é a de que Jackson nunca chegou a resolver a identidade (étnica, etária, social ou outra). A obra, parece-me brilhante! Dancei vezes sem conta “Don’t stop till you get enough”, imitei a coreografia e cantei “Thriller” em mil discotecas e com grupos de amigos. A mim, Michael Jackson trouxe felicidade.

Valerie disse...

É triste, de facto é.

Mas sinto o mesmo que a Austeriana, as músicas do M. Jackson trouxeram-me felicidade. Na noite passada dancei "Don’t stop till you get enough" e "Wanna be startin' something" como nunca antes. Mais um nome da Motown que permanecerá — para sempre.

Ana Lima,
Se puderes e achares bem, coloca junto aos vídeos, também este [é quase impossível não dançar e sorrir com esta música]:

http://www.youtube.com/watch?v=HrPTDU40hO4


"Keep on with the force
don't stop..."