08 fevereiro 2009

a literatura, as paixões: Julio Cortazar (2) - Rayuela

Rayuela significa 'jogo da macaca' (em português do Brasil, 'jogo da amarelinha'). A editora Cavalo de Ferro, que publicou este livro de Julio Cortázar, deu-lhe o nome de 'O Jogo do Mundo' e publicitou-o assim:

A publicação de «O jogo do mundo» (Rayuela) em 1963 foi uma verdadeira revolução no romance mundial: pela primeira vez, um escritor levava até às últimas consequências a vontade de transgredir a ordem tradicional de uma história e a linguagem usada para a contar. O resultado é este livro único, cheio de humor, de risco e de uma originalidade sem precedentes.

Considerado o romance que melhor retrata as inquietudes e melhor resume o Século XX na visão latino-americana do mundo(...) , gerações de escritores são, de uma maneira ou de outra, devedoras de «O jogo do mundo»

Já aqui fizémos referência às transgressões de Cortázar, presentes neste romance. Queremos deixar aqui, agora, um excerto que vos leve a entendê-lo, a querer-lhe para além (ou apesar) delas.. e, acreditem, seleccioná-lo, abdicar de uma imensa lista de excertos, ñ foi fácil.. aqui fica, então, a Poesia de Cortázar :
Toco a tua boca.
Com um dedo, toco a borda da tua boca, desenhando-a como se saísse da minha mão, como se a tua boca se entreabrisse pela primeira vez, e basta-me fechar os olhos para tudo desfazer e começar de novo, faço nascer outra vez a boca que desejo, a boca que a minha mão define e desenha na tua cara, uma boca escolhida entre todas as bocas, escolhida por mim com soberana liberdade para desenhá-la com a minha mão na tua cara e que, por um acaso que não procuro compreender, coincide exactamente com a tua boca, que sorri por baixo da que a minha mão te desenha.
início do capítulo 7, "O Jogo do Mundo", Julio Cortázar

al, 20 /12/ 08

5 comentários:

Fernando disse...

Ana

Este início do Capítulo 7, do “Jogo do Mundo”, deixou-me muito curioso em relação ao livro e a este escritor. Decerto que irei ler este livro.

"a minha mala já esteve repleta de sonhos. tem ainda alguns, poucos, que não tenho pressa em retirar dela. é bom saber que eles lá estão. para mim são os melhores do mundo." Eu gosto de transgredir. Talvez não tanto como o Julio Cortázar. Talvez por nunca ter sentido essa necessidade. Mas…


Sábado, 20 Dezembro, 2008

Teresa disse...

Gracias pela sugestão!

Segunda-feira, 22 Dezembro, 2008

tiago martins, 12ºc disse...

Já anotado na minha lista de "o que fazer com dinheiro recebido no natal?" ;)

Bjs e boas festas!
Segunda-feira, 22 Dezembro, 2008

geometricasnet disse...

Não conheço Julio Cortázar, depois do que li aqui, vou tentar estar atento.

Obrigado pelo comentário nos 7 leitores, disseste mais do que eu, foi melhor o comentário do que o post.


Segunda-feira, 12 Janeiro, 2009

al disse...

nada, só uma opinião de quem anda completamente deslumbrada ..:D

al

Segunda-feira, 12 Janeiro, 2009